Nas Coxias da Política Nordestina – por Marcelo Araújo

0

Viúva Porcina – Após dias de especulações em torno do nome do secretário da Casa Civil, Zé Neto, para a disputa do Governo de Pernambuco, o governador Paulo Câmara e o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, trataram de reafirmar que o escalado para a missão é o ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio. O fato soa como um tubo de ensaio, pois, alvo de quase uma dezena de operações da Polícia Federal, Geraldo pode se tornar algo arriscado ou inviável para o projeto de continuidade da Frente Popular. O ex-prefeito não quer ser uma viúva Porcina – personagem de Roque Santeiro – aquele que foi sem nunca ter sido.

Vai tarde – Antes tarde do que nunca. Em processo de fritura desde que assumiu o Ministério do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não chegou a comer o milho do São João. O arrasta pé foi limpar o gabinete na esplanada e deixar a pasta. Deu nem tempo de comer o milho, a canjica e tomar um quentão. Para não ficar feio a exoneração foi publicada a pedido na edição extra do Diário Oficial da União, mas até os avestruzes do Palácio da Alvorada sabem que ele foi demitido. Sem foro privilegiado e alvo de investigações, Salles que se cuide. E eu pensando que não ia ter um motivo para comemorar no São João.

O que muda além do nome? – Com a demissão do agora ex-ministro Ricardo Salles, a função será ocupada por Joaquim Álvaro Pereira Leite, que já atuava como secretário da Amazônia e Serviços Ambientais do Ministério do Meio Ambiente. O Brasil espera que a troca não seja seis por meia dúzia, e que Leite possa melhorar a imagem do país com ações efetivas.

Conspiracionismo – Os adeptos a “Teoria da Conspiração” estranharam a demissão de Ricardo Salles exatamente no mesmo dia em que surgiram suspeitas de irregularidades em relação a compra de 20 milhões de doses da vacina indiana, Covaxin. Consideram a medida como uma possível cortina de fumaça para mudar de assunto. Para a sorte do presidente Jair Bolsonaro e o azar dos opositores, nenhum centavo foi pago para a farmacêutica Bharat Biotech.

De olho em 2024 – Segundo colocado na eleição para prefeito de Ilhéus (BA), Valderico Junior (DEM) tem realizado algumas incursões pelo interior da Bahia. Nesse período junino visitará aliados nos municípios de Brumado e Guanambi. Questionado por esse colunista sobre seu futuro político, Valderico revelou que o partido tem o desejo que ele dispute a eleição para deputado. “Ainda não sei. Depende de algumas coisas. O partido quer muito, mas na vinda de ACM Neto a Ilhéus é que iremos conversar novamente e resolver. Em breve ele passará dois dias com a gente aqui”, afirmou. O democrata não fez segredo. “Meu foco é 2024”, confirmando o seu desejo de governar o município.

Pé na estrada – O presidente da Câmara de Salvador (BA), Geraldo Júnior (MDB), colocou o pé na estrada visando a disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados. “Nossa meta é consolidar parcerias comprometidas na transformação de vidas, pois cuidar da nossa gente é o que fazemos de melhor”, disse o emedebista durante sua passagem pelo município de Ipirá. O giro de Geraldo pelo interior será cada dia mais constante.

Aprovado – Motivo do confronto entre indígenas e a Polícia Legislativa, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (23), por 40 votos a 21, o texto-base da proposta que muda as regras para a demarcação de terras indígenas. Os destaques devem ser analisados na próxima segunda-feira (28).

Inquietude – No que vai dar esse esquema da vacina Covaxin?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente