Reitor desmente doutorado no currículo do ministro da Educação

O reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, usou seu Twitter para informar que não há registros da titulação de Decotelli

0

O reitor da Universidade Nacional de Rosáriona Argentina, Franco Bartolacci, usou sua conta oficial do Twitter nesta sexta-feira, 26, para desmentir que o novo ministro da Educação do Brasil, Carlos Alberto Decotelli, obteve o título de doutor na faculdade argentina.

“Nos vemos na necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na @unroficial o título de doutor que se menciona nesta comunicação”, escreveu Bartolacci, citando uma publicação do presidente Jair Bolsonaro em que consta a titulação do novo chefe do MEC.

A informação de que Decotelli fez doutorado na universidade está em seu currículo lattes, um documento eletrônico que reúne todas as experiências de um profissional e que é usado principalmente no meio acadêmico.

Em seu currículo ele informa, ainda, que é formado em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, é mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e tem pós-doutorado na Bergische Universitãt Wuppertal, universidade que fica na Alemanha.

Essa titulação de Decotelli também está divulgada no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Anteriormente, o atual chefe do MEC ocupava o cargo de presidente do FNDE.

A reportagem procurou o MEC para esclarecer a informação do título de doutorado do chefe da pasta, mas não obteve resposta até a publicação deste texto. O espaço está aberto para manifestação. (Exame)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente