Ministro deu três dias para Bolsonaro se manifestar sobre fake news durante campanha eleitoral

O prazo para prestar informações é de três dias

0

Nesta sexta-feira (29), o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Og Fernandes, deu prazo de três dias para que o presidente Jair Bolsonaro (se partido), o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) e os empresários apontados por suposto impulsionamento de fake news prestem informações.

Os esclarecimentos serão juntados às Ações de Investigação Judiciais Eleitorais (Aijes), ajuizadas, em 2018, coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/Pros). Os dados do inquérito apuram ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O magistrado determinou ainda que, após passado o prazo de três dias, o Ministério Público Eleitoral (MPE), seja ouvido também em três dias. Após as manifestações, o ministro avaliará o procedimento a ser adotado em relação ao pedido da coligação, que alega abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente