Fake News: Hospitais não recebem até R$ 18 mil por óbitos

0

O Ministério da Saúde esclareceu mais uma vez que não faz “repasse de verba por registro de morte”. A resposta foi dada em razão de novas notícias falsas, as chamadas Fake News, se espalharem na internet. “A pasta realiza o repasse de recursos para ações e serviços públicos de saúde, em custeio dos serviços, aquisição de insumos básicos para o funcionamento dos postos de saúde e de hospitais”, informou o Ministério da Saúde em nota oficial à CBN.

A médica Ligia Bahia, especialista em saúde pública, ratifica que o número de óbitos não é usado como critério para os repasses federais, e que isso não muda com a pandemia.

O Ministério da Saúde explica que o número de óbitos, que depende do tamanho da população e do espalhamento dos casos, não é critério. Isso nem no Brasil nem em qualquer lugar do mundo. Quanto aos critérios de remuneração, sempre são os números de intervenções, consultas, exames realizados. São dados de atendimento. Óbito não é objeto de transação pecuniária, nem poderia ser, garante a pasta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente