Gaeco deflagra operação para investigar aquisição de testes de Covid-19

Operação “Falso Negativo” acontece em sete estados brasileiros

0

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) está cumprindo, na manhã desta quinta-feira (2), 74 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em sete estados da União (SP, ES, RJ, BA, GO, SC, PR), para apurar ilegalidades praticadas em contratações que envolvem testes para detecção da COVID-19. Os mandados foram deferidos pela Justiça Criminal de Brasília e decorrem de uma investigação iniciada no GAECO/MPDFT.

Na Bahia, a operação cumpriu cinco mandados nos municípios de São Gabriel e Irecê e conta com o apoio da Companhia Independente de Policiamento Especializado – CIPE Semiárido. De acordo com o Gaeco do MP baiano, no estado as buscas foram feitas em empresas e  residências de pessoas ligadas à venda dos materiais. Foram apreendidos notebooks, aparelhos celulares, discos rígidos de computadores e pen drives, além de diversos documentos, onde há registro das transações suspeitas. Todo o material apreendido será encaminhado para o MP do DF que fará análises e prosseguirá com as investigações. A operação contou com a participação de mais de 500 agentes do Estado, entre promotores de Justiça, servidores do Ministério Público e policiais.

De acordo com as informações, existem fortes indícios de superfaturamento na aquisição dos insumos e ainda evidências de que marcas adquiridas seriam imprestáveis para a detecção eficiente do Covid-19 ou de baixa qualidade nessa detecção. O somatório do valor das dispensas de licitação sob investigação supera o valor de R$ 73 milhões.

O processo corre em sigilo. Durante a operação e as investigações, o Gaeco tem tomado todas as cautelas em relação à situação de pandemia e à delicadeza do momento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente