Prefeito de Petrolina afirma que Juazeiro comprou máscaras com preço elevado

0

Em resposta à denúncia do vereador de Petrolina, Paulo Valgueiro (PSD), de superfaturamento na compra de máscaras descartáveis destinadas ao enfrentamento do Novo Coronavírus (Covid-19), à Polícia Federal, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), afirmou que o município de Juazeiro comprou o produto com o preço mais elevado do mercado, na atualidade. Miguel, inclusive, comparou os preços do mesmo produto com outros municípios do país.

Em nota de esclarecimento enviada para a imprensa regional e para a capital pernambucana, o prefeito Miguel comparou os preços do produto com algumas cidades, inclusive fez a comparação com outros Estados brasileiros e afirmou que Juazeiro (BA) adquiriu as máscaras com preço muito superior a Petrolina (PE), Cabo de Santo Agostinho (PE), Distrito Federal, Minas Gerais (MG). Fez a análise de preços também com o Ministério da Educação. De acordo com o prefeito de Petrolina, Juazeiro ultrapassa todos os municípios citados no valor do preço das máscaras compradas. Ainda segundo ele, Juazeiro supera a dotação do material adquirido por Petrolina, para uso no período da pandemia, em 45%.

“Esse tipo de máscara é adequada e segura para a utilização dos profissionais de saúde diretamente envolvidos no tratamento e combate ao novo Coronavírus. Em outras cidades e órgãos, a mesma máscara (máscara cirúrgica – tripla, descartável, simples, de uso hospitalar, gramatura mínima de 30g/m², confeccionada em fibras de não tecido, TNT, anatômica. Características adicionais: modelo retangular, pregas horizontais e com elástico com comprimento, caixa c/50 unidades) foi adquirida por valores semelhantes ou até maiores que Petrolina (R$ 3,73 unidade): Juazeiro (R$ 5,40), Cabo de Santo Agostinho (R$ 3,84), Distrito Federal (R$ 3,90), Ministério da Educação (R$ 3,80), Governo de Minas Gerais (R$ 3,82)”, diz a nota.

O vereador e líder do Governo Novo Tempo na Casa Plínio Amorim, em Petrolina, Aero Cruz, ratificou a informação em entrevista ao Programa Nossa Voz, na manhã desta sexta (12). Disse que Petrolina comprou a unidade das máscaras descartáveis por R$ 3,73 e Juazeiro adquiriu o mesmo produto por R$ 5,40. (As informações são da jornalista Mônia Ramos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Fale com a gente